O que nos move adiante?

O que nos move adiante?

O senso de propósito nos faz acordar cedo e dormir tarde e acreditar que essa rotina é muito divertida e faz sentido!

  1. O que é uma missão?
  2. Por que uma missão é importante?
  3. Como estabelecemos a nossa missão?

Temos, nas nossas últimas publicações, abordado temas que dizem respeito à importância de um significado para aquilo que empreendemos. Nossa proposta com a OPA! é, essencialmente, estabelecer um realinhamento organizacional capaz de conferir um sentido àquilo que nos propomos a fazer. Acreditamos que as corporações que se movem adiante são aquelas que estabeleceram um propósito e o perseguem, incansavelmente, ao longo de suas existências. Dessa forma, responderemos às três perguntas básicas na busca de um propósito organizacional; ou seja, uma missão.

O que é uma missão?

A missão de uma organização é uma breve descrição do seu objetivo fundamental. É o porquê de sua existência. A missão declara o objetivo principal da organização e o seu compromisso diante da sociedade.

Por que a missão é importante?

Porque nos norteia em busca daquilo que julgamos ser essencial à nossa existência. Quando a missão é compartilhada, um senso de “perseguição” dos objetivos é estabelecido e a congruência dos esforços individuais move a organização adiante ao longo de toda a sua existência. Não é exagero afirmar que as grandes organizações têm um senso de propósito firme desde a sua fundação. E, por esse motivo, ultrapassam as barreiras do tempo. Criam um senso de “eternidade” onde as pessoas passam, as práticas organizacionais evoluem, a competitividade aumenta, mas elas permanecem.

Como estabelecer a nossa missão?

A princípio, e acima de tudo, uma missão não deve ser estabelecida para preencher uma exigência do Gerenciamento Estratégico. Não é uma norma a ser cumprida do tipo “já que tem que fazer; vamos a isso”. Não se trata de uma quimera emoldurada para pendurar na parede do escritório da diretoria. Tem que ser vista como um sonho a ser realizado; um propósito da existência; um objetivo de vida… e por aí vai.

O pior e mais comum erro na elaboração de uma missão é pesquisar modelos de missões de outras organizações para ter uma ideia do que fazer. Não se trata de buscar modelos preconcebidos. Servem como inspiração, apenas. A “tarefa” diz respeito à nossa percepção e definição daquilo que queremos, verdadeiramente, cumprir enquanto organização perante aos nossos colaboradores e à sociedade como um todo.

Portanto, é necessário responder à pergunta: o que nós, de fato, queremos com isso? Dessa forma, precisamos observar quais valores socioeconômicos nos inspiram a seguir adiante e quais são os objetivos, quantitativos e qualitativos, que serão alcançados ao longo de toda a trajetória de vida. É um momento de autoanálise e percepção daquilo que queremos promover com o nosso negócio. É um momento de introspecção daqueles que fazem parte do empreendimento.

Para finalizar, deixo aqui uma das missões mais bacanas, na minha opinião, não como modelo, mas como fonte inspiradora para que você construa a sua. Sucesso!

Nossa Missão:

Acreditamos que a nossa primeira responsabilidade é com os pacientes, médicos e enfermeiros, com mães e pais e todos os outros que usam nossos produtos e serviços. Para atender às suas necessidades, tudo o que fazemos deve ser de alta qualidade. Devemos nos esforçar constantemente para fornecer valor, reduzir nossos custos e manter preços razoáveis. Os pedidos dos clientes devem ser atendidos com rapidez e precisão. Nossos parceiros de negócios devem ter a oportunidade de obter um lucro justo.

Somos responsáveis perante nossos funcionários que trabalham conosco em todo o mundo. Devemos oferecer um ambiente de trabalho inclusivo, onde cada pessoa deve ser considerada como um indivíduo. Devemos respeitar sua diversidade e dignidade e reconhecer seu mérito. Eles devem ter uma sensação de segurança, realização e propósito em seus empregos. A compensação deve ser justa e adequada e as condições de trabalho limpas, ordenadas e seguras. Devemos apoiar a saúde e o bem-estar de nossos funcionários e ajudá-los a cumprir suas obrigações familiares e outras responsabilidades pessoais. Os funcionários devem se sentir à vontade para fazer sugestões e reclamações. Deve haver oportunidades iguais para emprego, desenvolvimento e avanço para os qualificados. Devemos promover líderes altamente capazes e suas ações devem ser justas e éticas.

Somos responsáveis pelas comunidades em que vivemos e trabalhamos e também pela comunidade mundial. Devemos ajudar as pessoas a serem mais saudáveis, apoiando um melhor acesso e atendimento em mais lugares do mundo. Devemos ser bons cidadãos – apoiar boas obras e instituições de caridade, melhorar a saúde e a educação e pagar nossa parcela justa de impostos. Devemos manter em boa ordem a propriedade que temos o privilégio de usar, protegendo o meio ambiente e os recursos naturais.

Nossa responsabilidade final é com os nossos acionistas. As empresas devem obter um lucro sólido. Nós devemos experimentar novas ideias. Pesquisas devem ser desenvolvidas, programas inovadores devem ser desenvolvidos, investimentos para o futuro devem ser feitos e os erros devem ser assumidos. Novos equipamentos devem ser adquiridos, novas instalações devem ser fornecidas e novos produtos devem ser lançados. É necessário criar reservas para prever tempos adversos. Quando operamos de acordo com esses princípios, os acionistas devem obter um retorno justo.

Os valores que orientam nossa tomada de decisão estão descritos em nossa missão. Simplificando, nossa missão nos desafia a colocar em primeiro lugar as necessidades e o bem-estar das pessoas a quem servimos.Robert Wood Johnson, 1943

2020-02-24T15:07:31-03:00 24 de fevereiro, 2020|Educação Corporativa|2 Comentários

2 Comentários

  1. Ana Raquel 24/02/2020 at 16:40 - Reply

    Excelente conteúdo!

    • Ary Moreira 24/02/2020 at 17:48 - Reply

      OPA! Obrigado, Raquel! Fico feliz que você tenha gostado. Sucesso!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: