Por que temos que matar um leão por dia?

Por que temos que matar um leão por dia?

“E assim nossa vida é um rio secando, as pedras cortando, e eu vou perguntando: Até quando?” (Gonzaguinha)

Estamos, há duas publicações, abordando o tema Vantagens Competitivas sustentáveis. Segue os links dos posts anteriores para lhe colocar a par de toda a sequência:

  1. Como gerar Vantagens Competitivas sustentáveis?
  2. Qual a vantagem de ser diferente?

Como se tornaram gigantes?

Ao contrário do que se pensa, explorar o potencial dos valores invisíveis e dos conhecimentos tácitos na geração de vantagens competitivas sustentáveis; não é privilégio dos “deuses do mundo corporativo”. Acredito, sinceramente, que eles só se tornaram corporações gigantes por explorarem seus valores invisíveis e seus conhecimentos tácitos desde os primeiros passos.

É um ledo engano pensar que eles começaram a fazer isso depois que se tornaram potências organizacionais. Certamente, eles aprimoraram esse mecanismo à medida que os recursos encorparam, criando mais facilidades para que esses conhecimentos e valores se consolidassem cada vez mais e mais e mais… daí a perpetuação através dos tempos.

Quem são os Big Players?

Os valores invisíveis e os conhecimentos tácitos que, como já dito, são os motores propulsores de vantagens competitivas sustentáveis; são criados a partir do relacionamento interpessoal entre todos de todos os níveis hierárquicos dentro do ambiente corporativo. Dessa forma, criar condições que facilitem essa “troca de figurinha” é fundamental para que a coisa aconteça.

Os Googles cafés são um exemplo de uma das facilidades criadas pela Google para que, a partir do compartilhamento de visões, esses valores e conhecimentos se consolidem.

A IBM: “parou seu programa de trabalho remoto, empurrando milhares de funcionários de grupos principais que suportam suas marcas de volta ao escritório”. Tudo isso para que as pessoas estreitem seus laços relacionais e compartilhem suas experiências e conhecimentos

A Apple inaugurou, em 2017, a Apple Park. Uma inovadora instalação “projetada para promover relacionamentos de trabalhadores, compartilhamento de ideias e colaboração”.

Fonte: https://www.forbes.com/sites/danschawbel/2017/11/01/10-workplace-trends-youll-see-in-2018/#3f7e4f154bf2  

Tudo isso com um único e exclusivo intuito de estreitar os relacionamentos interpessoais dentro das organizações. Ou seja, provocar a interação entre as pessoas e o consequente compartilhamento de visões. A famosa “troca de figurinhas” entre os colaboradores que geram conhecimentos tácitos e valores invisíveis; motores propulsores de vantagens competitivas duradouras.

Por que não eu?

Neste momento da leitura você deve estar pensando: “pô, Ary, IBM, Apple, Google… você tá de brincadeira!”. Não, não estou brincando. Quando as pessoas com quem eu falo dizem que algumas práticas organizacionais são privilégios dos grandes; eu faço uma analogia com o futebol, esporte que eu gosto muito. Um time de futebol é um time de futebol. Independentemente de ser o Barcelona, o PSG ou o Grêmio Recreativo Desportivo dos Amigos do “Butiquim” da Esquina do Seu Manel. Ambos entram em campo com 11 jogadores, sob as mesmas regras do jogo; têm um treinador; um goleiro; um centroavante…guardadas as devidas proporções funcionam dentro do mesmo universo e obedecem às mesmas premissas.

Em outras palavras, não é privilégio dos “grandes” certas práticas corporativas. Outra coisa, você é do tamanho que você diz que é. Se você diz que é pequeno ou se você diz que é grande; das duas formas você está absolutamente certo! Você pode ser uma empresa de pequeno porte com grande atitude ou vice-versa.

Certamente, é possível sim seguir tendências de corporações gigantes como IBM, Google e Apple; independentemente do porte da sua empesa, é só acreditar nessa possibilidade e adaptar as condições para colocar as estratégias em práticas. Sinceramente, você não precisa de muito para promover a troca de figurinhas entre o pessoal de sua empresa, certo?

Resumindo, os valores invisíveis e os conhecimentos tácitos são os motores propulsores de vantagens competitivas sustentáveis. Esses valores e conhecimentos são construídos informalmente a partir da convivência entre pessoas que comungam dos mesmos objetivos. Dessa forma, meios que facilitem a interação entre colaboradores em todos os níveis hierárquicos; devem ser estabelecidas. Quer ter resultados diferentes? Faça diferente!

2020-02-21T16:32:25-03:00 10 de fevereiro, 2020|Educação Corporativa|0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: