O Recrutamento no Processo de Contratação – Vamos montar um Time?

O pescador pesca os peixes porque joga a rede onde eles estão

Construir um time de campeões requer investimentos, em tempo e financeiro, dedicação e técnica. Esse processo sugere alguns passos a serem seguidos os quais passaremos a descrever numa sequência de três posts. Neste primeiro post falaremos sobre o perfil do candidato(a) e do recrutamento.

1 – Perfil do Candidato(a)

É de suma importância que se defina claramente a necessidade da empresa e o perfil adequado do candidato(a) capaz de suprir essa necessidade. Identifique, através de pesquisas e testes internos, a qualidade crítica e os atributos indispensáveis que o candidato(a) tem que possuir para assumir o cargo em questão. As competências e habilidades desejadas necessitam ser cuidadosamente consideradas e consistentes com as necessidades da vaga em aberto. Por exemplo, se a vaga em aberto é para digitador(a) (é um exemplo bem ilustrativo, ok?), as competências e habilidades desejadas dizem respeito à rapidez na digitação de textos e proficiência na língua escrita. O candidato(a) pode ter outras qualidades, tais como domínio de aplicativos (Excel, Word, Internet…), ter curso de etiqueta social, etc; obviamente, essas qualidades agregam valor ao profissional, mas se ele(a) não digitar com velocidade e sem erros ortográficos; não deve ser selecionado(a) para a vaga.

Resumidamente falando, procure escolher aquele(a) candidato(a) que possua as habilidades específicas desejadas. Evite considerar a possibilidade de ensinar o que o candidato(a) já deveria saber quando se candidatou a uma vaga na sua empresa simplesmente porque ele(a) tem várias outras boas qualidades. Desenvolver habilidades específicas, através de programas de educação corporativa, é uma coisa; ensinar o óbvio é outra coisa bem diferente.

2 – Recrutamento consistente

Uma vez o perfil do(a) candidato(a) ter sido traçado,  entramos na segunda etapa do processo: o recrutamento. Comece escolhendo bem o veículo de comunicação para fazer o seu chamamento. Existem diversos meios através dos quais essa tarefa pode ser executada; portanto, adeque a comunicação ao perfil do candidato(a) previamente estabelecido. Por exemplo, se o perfil da vaga sugere candidatos(as) jovens, as redes sociais são a ferramenta mais indicada. Entretanto, o ideal é “cercar o bicho” por todos os lados mesmo! Dessa forma, utilize-se de todos os meios de comunicação possíveis de serem acessados (jornais, empresas de cadastro de currículos, anúncios online, indicação interna, só para citar alguns). Economizar nesse aspecto costuma sair bem caro! Você precisa, de antemão, recrutar um grande número de candidatos(as).

3 – Quantidade x Qualidade

Nesta etapa do processo é de quantidade que estamos falando mesmo. Só para se ter uma ideia, em 1971 a Southwest Airlines, considerada a companhia aérea pioneira em voos de baixo custo, recebeu 287.422 currículos, selecionou 102.112 candidatos(as) para a entrevista e contratou apenas 6.582 pessoas! Ou seja, menos de 2% do total de currículos. Em 1993 a empresa recebeu 98.000 currículos, entrevistou 16.000 candidatos(as) e contratou 2,700. Em 1994, mais de 125.000 currículos foram recebidos, sendo contratados(as) 4.000 colaboradores(as). Os números são absolutamente incríveis, beirando as raias da incredulidade! Por essa razão, apesar de não ser praxe em blogs, achei apropriado citar a fonte: https://hbr.org/2015/12/how-southwest-airlines-hires-such-dedicated-people.

Vale muito à pena ressaltar que a Southwest Airlines é líder absoluta de mercado no seguimento de voos de curta distância nos Estados Unidos. Em outras palavras, é preciso opções para se fazer uma boa escolha. Sendo assim, considere que, em média, apenas 3% dos que atenderem ao chamado serão aproveitados. Ou seja, se você precisa contratar 10 vendedores(as), por exemplo, e quer fazer a coisa certa, prepare-se para entrevistar, aproximadamente, trezentas pessoas!

Bem, encerramos aqui os dois primeiros passos do processo de contratação— Perfil do Candidato(a) e Recrutamento. No próximo post, trataremos do terceiro passo—A Entrevista. Conto com você nesta jornada. Até lá!

2019-01-22T08:38:55-03:00 4 de setembro, 2017|Recursos Humanos|0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: