7 Passos para se tornar um Empreendedor

“Daqui a 20 anos, você vai se arrepender pelo que não fez, não pelos erros que cometeu. Afaste-se do seu porto seguro. Enfrente o vento. Explore. Sonhe. Descubra” (Mark Twain)

Estamos trabalhando com uma sequência de sete posts, ao longo de sete semanas, descrevendo os sete passos fundamentais para a abertura de um negócio. Na semana passada abordamos o quarto passo Desenvolva um Projeto de Viabilidade Econômico-financeira.  Aí vai o quinto.

5 – Determine a Estrutura Legal de seu negócio

No país da burocracia, abrir uma empresa sugere uma série de passos coordenados que descrevem o que chamamos de Trâmites Legais. Não é uma jornada inglória de final infeliz, mas está longe de ser o que os ingleses chamam de “a piece of cake” (a melhor tradução—moleza). Vai dar trabalho sim, mas sai. Dessa forma, o caminho começa com o registro na Junta Comercial e continua com a inscrição na Receita Federal, para a obtenção do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica); registro na Secretaria da Fazenda do Estado, para empresas contribuintes do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço); registro na Previdência social; registro… é realmente muito papel!

Tudo está atrelado à categoria de sua empresa, o que deve ser definido, cuidadosamente, com a ajuda de um contador. Existem prós e contras para cada categoria, uma análise do custo benefício de cada uma tem que ser feito. O SEBRAE (mais uma vez) tem um guia prático para formalização de empresas que é bastante útil e pode ser acessado online (não, eu não trabalho no SEBRAE! Mas ele continua sendo o caminho mais acessível para quem quer empreender).

Em resumo, você vai precisar de um contabilista para lhe ajudar nesta empreitada. Não despreze também o auxílio de um advogado para lhe assessorar na análise de contrato de locação e outros contratos, além do estudo de leis ambientais que regulamentam a atividade de seu negócio, etc.

Você pode achar que tudo isso é exagero, afinal de contas, estamos falando de um “pequeno” negócio. Mas vamos analisar sua empresa como um time de futebol. Todo e qualquer time de futebol tem 11 jogadores. Todos têm um goleiro; um técnico; um preparador físico… não importa se é o Barcelona ou o Grêmio Esportivo Recreativo dos Amigos do Botequim do seu Manoel. Não importa o tamanho, as exigências são as mesmas.

Se você não tiver a menor condição de contratar esses profissionais que, para uma consulta não representam o maior investimento do negócio; você vai ter que se virar de ponta cabeça para colher as informações relevantes no tocante aos aspectos aqui explicitados. Também é possível e recomendável. Feliz Google para você!

Agora que você determinou a estrutura legal de sua empresa e aprendeu o básico dos trâmites legais para tocar seu negócio com segurança; está na hora de seguir adiante dando o sexto passo—Contrate uma Seguradora. Assunto para nosso próximo encontro semana que vem.

Lembrando, mais uma vez, que estamos trabalhando com uma sequência de sete posts, ao longo de sete semanas e que todos os posts estão devidamente “linkados” com os anteriores para facilitar o acesso daqueles que pegarem o “bonde andando”. Ou seja, é possível ter acesso a toda a sequência dos sete passos independentemente de onde você começar o estudo. Conto com sua presença na aula da próxima semana, ok?

2019-08-05T21:13:18-03:00 11 de dezembro, 2017|Empreendedorismo|0 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: